AUXÍLIO-DOENÇA do INSS: Como conferir se tenho direito a receber?

O auxílio-doença é um benefício crucial oferecido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Brasil, destinado a amparar segurados que, por razões de saúde, encontram-se temporariamente incapazes de exercer suas atividades laborais. Este artigo visa esclarecer os principais pontos sobre esse benefício, incluindo os critérios de elegibilidade, o processo de solicitação e outros aspectos relevantes.

- PUBLICIDADE -

Qualidade de Segurado e Carência

Para ter direito ao auxílio-doença, é imprescindível que o indivíduo esteja em dia com suas contribuições à Previdência Social, caracterizando-se assim como um segurado. A carência, que é o número mínimo de contribuições mensais, geralmente é de 12 meses, mas pode variar conforme a situação médica.

Incapacidade Temporária e Perícia Médica

A concessão do auxílio-doença ocorre quando o segurado está impossibilitado de trabalhar temporariamente devido a uma doença ou acidente. A comprovação dessa incapacidade é feita por meio de uma perícia médica realizada por um profissional do INSS, que avaliará a condição de saúde do solicitante.

- PUBLICIDADE -

Documentação Necessária

Para requerer o auxílio, é necessário apresentar uma série de documentos, incluindo atestado médico, carteira de trabalho, documentos de identificação pessoal, entre outros, que serão analisados durante a perícia médica.

Procedimento de Solicitação

O processo inicia com o atendimento aos requisitos básicos, seguido pela obtenção de um atestado médico que comprove a incapacidade temporária para o trabalho. Posteriormente, deve-se agendar uma perícia médica no INSS, que pode ser feita online ou por telefone. No dia agendado, o segurado deve comparecer à agência do INSS para a realização da perícia.

- PUBLICIDADE -

Acompanhamento e Resultado

Após a perícia, é importante acompanhar o resultado. Se o auxílio-doença for concedido, o segurado receberá orientações sobre os próximos passos, incluindo a data de início do benefício. Em caso de negativa, existe a possibilidade de recurso.

Casos Especiais

É importante destacar que, em casos de incapacidade resultante de acidente de trabalho ou doença ocupacional, o benefício é classificado como auxílio-doença acidentário. Nessa situação, o empregador é responsável pelo pagamento do salário do empregado pelos primeiros 15 dias, após os quais o INSS assume o pagamento do benefício.

Importância da Documentação Médica

A clareza e a completude da documentação médica são fundamentais para facilitar o processo de concessão do benefício. Informações detalhadas e precisas no atestado médico são cruciais para a análise do pedido.

Orientação Jurídica

Em situações mais complexas ou diante de dúvidas sobre a concessão do benefício, pode ser aconselhável buscar orientação jurídica especializada em direito previdenciário. Isso garante que todos os procedimentos estejam corretos e aumenta as chances de sucesso na solicitação do benefício.

O auxílio-doença do INSS representa uma proteção essencial para trabalhadores que enfrentam períodos de incapacidade temporária. Compreender os requisitos e o processo de solicitação é fundamental para garantir o acesso a esse direito. É sempre recomendável manter-se informado e buscar orientação adequada para assegurar que todos os procedimentos sejam realizados corretamente.

Gostou da notícia

Aproveite para participar do nosso grupo no WhatsApp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!

Siga nosso perfil no Instagram: @mauriciosfreitas
Siga nosso perfil no Twitter: @mauriciofreitas
Siga nossa página no Facebook: @mauriciosfreitas
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @mauriciosfreitas

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Portal Maurício Freitas
Portal Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Da redação do Portal Maurício Freitas. Uma Publicação da Maurício Freitas Comunicação Ltda E-mail: [email protected]

Veja mais