Twitter ameaça processar Meta por violação de propriedade intelectual no Threads

A nova plataforma de texto Threads, lançada recentemente pela Meta, está enfrentando problemas legais logo nos primeiros dias. Segundo um relatório do Semafor, o Twitter ameaça processar a Meta devido ao Threads.

- PUBLICIDADE -

Um advogado da X Corp, empresa-mãe do Twitter, de propriedade de Elon Musk, enviou uma carta ao CEO da Meta, Mark Zuckerberg, na qual afirma que “o Twitter tem sérias preocupações de que a Meta Platforms tenha se envolvido em apropriação sistemática, intencional e ilegal de segredos comerciais e propriedade intelectual do Twitter”. A carta foi enviada poucas horas após o lançamento do Threads.

De acordo com o documento, a Meta contratou “dezenas de ex-funcionários do Twitter” ao longo do último ano, e esses funcionários teriam e continuam tendo acesso aos segredos comerciais da plataforma do Twitter.

- PUBLICIDADE -

A Meta respondeu às acusações do Twitter, negando-as e afirmando que são infundadas. No entanto, essa não é a primeira vez que a Meta é acusada de lançar plataformas similares às de seus concorrentes para manter sua participação de mercado.

Por exemplo, o Instagram Stories contribuiu para fortalecer a base de usuários da plataforma em relação ao Snapchat, enquanto o Reels foi comparado ao TikTok. A Meta tem adotado uma estratégia de desenvolvimento de produtos que se assemelham a funcionalidades populares de outras redes sociais, buscando conquistar e reter usuários em sua própria plataforma.

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Maurício Freitas
Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Mauricio Freitas é jornalista com mais de 30 anos de experiência, conhecido por sua atuação exemplar no campo da comunicação. Atualmente, ele é o CEO e Editor Responsável do portal, onde se destaca por sua liderança visionária e compromisso inabalável com a qualidade jornalística. A publicação do Portal Mauricio Freitas é um dos empreendimentos da Maurício Freitas Comunicação Ltda. Para entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected].

Veja mais