Saque Emergencial do FGTS: R$ 6.220,00 disponível para Trabalhadores Afetados por Desastres Naturais

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

 
Em resposta aos danos causados por chuvas intensas e desastres naturais que assolaram diversos estados brasileiros, a Caixa Econômica Federal disponibilizou um saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) no valor de R$ 6.220 para trabalhadores com vínculo empregatício. No entanto, é crucial que os beneficiários estejam cientes da data limite para efetuar o resgate, a fim de evitar a perda dessa oportunidade.

- PUBLICIDADE -

– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –

O objetivo do saque emergencial do FGTS é permitir que os cidadãos afetados pelos desastres ambientais utilizem os recursos para lidar com os gastos decorrentes de perdas materiais. É importante ressaltar que não há necessidade de justificar a forma como o valor será utilizado, uma vez que o propósito desse benefício é fornecer assistência financeira aos trabalhadores.

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

Durante o mês de junho, o saque emergencial está autorizado para residentes de cidades localizadas nos seguintes estados: Acre, Maranhão, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Cidades Habilitadas para o Saque Emergencial
A relação de municípios que declararam situação de emergência é revisada pela Caixa Econômica Federal a cada sexta-feira. Além disso, os trabalhadores podem verificar a data limite para o saque, a qual deve ser analisada para que possam resgatar a parcela do recurso do FGTS. Até o momento, as seguintes cidades e prazos para o resgate do saque emergencial foram estabelecidos:
Epitaciolândia (AC) – até 27/06;Rio Branco (AC) – até 23/06;Xapuri (AC) – até 27/06;Pedreiras (MA) – até 21/06;Trizidela do Vale (MA) – até 21/06;Marabá (PA) – até 31/07;Caruaru (PE) – até 27/06;Bandeirantes (PR) – até 20/06;Nova Laranjeiras (PR) – até 07/06;Tibagi (PR) – até 28/06;São Gonçalo (RJ) – até 04/06;Valença (RJ) – até 27/06;Dom Pedro de Alcântara (RS) – até 17/07;Benedito Novo (SC) – até 05/06;Corupá (SC) – até 05/06;São Bento do Sul (SC) – até 09/07;São João do Itaperiú (SC) – até 27/06;São Luiz do Pratinga (SP) – até 07/06;Tuiuti (SP) – até 27/06.Vale ressaltar que a próxima atualização está prevista para sexta-feira, dia 9 de junho, o que significa que mais municípios podem ser incluídos na lista de beneficiários do saque emergencial.
Procedimento para Realizar o Saque Emergencial
Os trabalhadores interessados em efetuar o saque do benefício têm duas opções: realizar pessoalmente em uma agência da Caixa Econômica Federal ou solicitar o resgate online, com transferência direta para a conta bancária do beneficiário. A seguir, estão os passos a serem seguidos para realizar o saque emergencial:
Passo 1: Acesse o aplicativo do FGTS, disponível para Android e iOS, e selecione a opção “Meus Resgates”;Passo 2: Escolha a alternativa “Outras Circunstâncias de Resgate”;Passo 3: Selecione a justificativa “Situação de Calamidade Pública”;Passo 4: Escolha o município de residência e clique em “Continuar”;Passo 5: Selecione uma das opções para receber o FGTS: crédito em conta bancária de qualquer instituição ou resgate presencial;Passo 6: Envie os documentos necessários;Passo 7: Verifique os documentos anexados e confirme;Passo 8: A Caixa Econômica avaliará sua solicitação e, caso esteja correta, o valor será depositado em sua conta.
Funcionamento do Saque Emergencial
Conforme mencionado anteriormente, o saque emergencial do FGTS é destinado aos municípios em situação de calamidade pública. O valor é retirado do Fundo de Garantia, que funciona como uma espécie de poupança do trabalhador e pode ser resgatado em situações específicas. Atualmente, o benefício é liberado na aposentadoria, demissão sem justa causa, modalidade saque-aniversário, compra da casa própria e em casos de calamidade.
O valor máximo que o trabalhador pode receber é de R$ 6.220. No entanto, é importante estar atento ao saldo disponível na conta do FGTS, uma vez que aqueles com saldo inferior receberão um valor proporcional, podendo até zerar a conta.
Além disso, é válido ressaltar que o valor é depositado em uma conta da Caixa Econômica Federal em nome do indivíduo. Caso o trabalhador não possua uma conta nessa instituição financeira, é possível optar pela transferência para outro banco.

Continua após a Publicidade

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Maurício Freitas
Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Mauricio Freitas é jornalista com mais de 30 anos de experiência, conhecido por sua atuação exemplar no campo da comunicação. Atualmente, ele é o CEO e Editor Responsável do portal, onde se destaca por sua liderança visionária e compromisso inabalável com a qualidade jornalística. A publicação do Portal Mauricio Freitas é um dos empreendimentos da Maurício Freitas Comunicação Ltda. Para entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected].

Veja mais