Parcela de R$ 900 do Bolsa Família: Veja a relação de famílias contempladas em junho

Fotos: Agência Brasil/Freepik

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), responsável pela administração dos programas sociais do governo federal, como o novo Programa Bolsa Família e o Programa Auxílio Gás, anuncia que os pagamentos de junho do novo programa de transferência de renda terão início em 19 de junho. Mais de 21 milhões de beneficiários receberão os novos valores, que poderão alcançar até R$900 em certos casos.
Essa mudança ocorre devido às alterações na cesta de benefícios do programa social. A partir de junho, quatro novos benefícios, criados pela Medida Provisória (MPV) N° 1164/2023, que modificou a lei do antigo Programa Auxílio Brasil para criar o novo Bolsa Família, entrarão em vigor. Esses benefícios adicionais e principais garantirão pelo menos o valor mínimo obrigatório de R$600 para todos os beneficiários, mas, em geral, repassarão quantias superiores a esse valor.

- PUBLICIDADE -

– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –

Continua após a Publicidade

- PUBLICIDADE -

O objetivo dessas mudanças é tornar o programa de transferência de renda mais justo e eficiente. Anteriormente, todos os beneficiários recebiam o mesmo valor de R$600, independentemente do tamanho do grupo familiar, fosse ele composto por seis, oito, dez pessoas ou apenas um beneficiário. Essa situação gerava muitas reclamações entre os beneficiários, que consideravam o valor insuficiente no combate à fome.
Com as novas medidas, espera-se que o Programa Bolsa Família atenda melhor às necessidades das famílias em situação de vulnerabilidade social, promovendo uma distribuição mais equitativa dos recursos e proporcionando um apoio financeiro mais eficaz. O início dos pagamentos em junho marca o início dessa transformação, beneficiando milhões de famílias em todo o país.
Novo Bolsa Família de junho: Benefícios adicionais e valores atualizados
A partir de junho, o Programa Bolsa Família implementará novos benefícios e valores atualizados para auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade social. Agora, será repassado o valor de R$142 para cada integrante do grupo familiar por meio do novo Benefício de Renda de Cidadania. É importante ressaltar que o mínimo obrigatório de R$600 ainda será respeitado.
Dessa forma, famílias com cinco integrantes ou mais receberão os R$142 por pessoa, o que resultará em um valor inicial de pelo menos R$710 para essas famílias. Por outro lado, grupos familiares com quatro integrantes ou menos receberão os R$142 por pessoa, além de um Benefício Complementar, para que a quantia inicial alcance os R$600.
Além disso, o programa disponibilizará dois novos benefícios adicionais. O primeiro é o Benefício Primeira Infância, que desde março está repassando um adicional de R$150 para cada criança de até seis anos de idade que faça parte do grupo familiar. O segundo é o Benefício de Renda Variável, que concederá um acréscimo de R$50 para cada mulher gestante na família, bem como para cada criança ou adolescente com idades entre sete e dezoito anos.
Esses valores adicionais podem ser recebidos em conjunto com os valores principais, elevando ainda mais a quantia final que as famílias beneficiadas pelo Bolsa Família poderão receber. Essas mudanças têm como objetivo proporcionar um suporte financeiro mais abrangente e adequado às necessidades das famílias, contribuindo para o combate à pobreza e à promoção da inclusão social.
Bolsa Família: Parcela de R$900 para famílias específicas a partir de junho
Com as recentes mudanças no Programa Bolsa Família, é importante destacar que algumas famílias poderão receber uma quantia final de até R$900 a partir deste mês de junho. Para exemplificar, consideremos uma família com quatro integrantes, sendo dois adultos e duas crianças de até seis anos de idade.
Nesse caso, a família receberá o valor mínimo obrigatório de R$600 como parcela inicial, uma vez que possui apenas quatro integrantes. Além disso, receberá um adicional de R$150 para cada criança com seis anos ou menos, totalizando R$300 de benefício adicional (R$150 + R$150 = R$300).
Dessa forma, essa família específica poderá contar com um total de R$900 em junho (R$600 + R$300 = R$900). É importante ressaltar que esse valor se refere a uma situação específica e que o montante final varia de acordo com o tamanho e as características de cada grupo familiar.
Essas mudanças têm como objetivo proporcionar um suporte financeiro mais adequado às necessidades das famílias beneficiárias, contribuindo para a redução da vulnerabilidade social e para o combate à pobreza. É importante que os beneficiários estejam atentos às novas regras e orientações do programa para garantir o acesso correto aos benefícios.
Gostou da notícia?
Você também pode gostar de: INSS muda idade mínima para aposentadoria e surpreende brasileiros
Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!
Siga nosso perfil no Instagram: @schojenews
Siga nossa página no Facebook: @portalschoje
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @schojenews
 

Continua após a Publicidade

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Maurício Freitas
Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Mauricio Freitas é jornalista com mais de 30 anos de experiência, conhecido por sua atuação exemplar no campo da comunicação. Atualmente, ele é o CEO e Editor Responsável do portal, onde se destaca por sua liderança visionária e compromisso inabalável com a qualidade jornalística. A publicação do Portal Mauricio Freitas é um dos empreendimentos da Maurício Freitas Comunicação Ltda. Para entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected].

Veja mais