Aprovada MP do Bolsa Família com benefício adicional para mães solo; saiba mais

Foto Agência Brasil / Depositphotos

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

 
Os beneficiários do Programa Bolsa Família receberam uma excelente notícia nesta quinta-feira (1º de junho), com a aprovação da Medida Provisória (MP) Nº 1164/2023 pelo Senado Federal. Essa medida, que altera a lei do antigo Programa Auxílio Brasil e recria o novo Programa Bolsa Família, já havia sido aprovada pela Câmara dos Deputados na última terça-feira (30/05). Agora, o texto segue para sanção presidencial.

- PUBLICIDADE -

– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –

Após meses de discussões no Congresso Nacional, a aprovação da MP representa um importante avanço no cumprimento das promessas de campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e trará benefícios significativos para os mais de 21 milhões de beneficiários do programa.

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

O novo Programa Bolsa Família conta com quatro benefícios: o Benefício de Renda de Cidadania, o Benefício Complementar, o Benefício Primeira Infância e o Benefício de Renda Variável. Esses benefícios serão distribuídos de acordo com as características de cada grupo familiar, como a presença de gestantes, crianças e adolescentes.
Uma das principais mudanças é o Benefício de Renda de Cidadania, que se torna o pagamento principal do programa. A partir de junho, cada pessoa da família receberá R$142 mensais, o que resultará em valores mais justos para famílias maiores, acima dos R$710 por mês para grupos familiares com cinco integrantes ou mais.
Entretanto, famílias menores, com até quatro integrantes, receberão valores inferiores aos atuais R$600. Para garantir que essas famílias recebam o pagamento mínimo obrigatório, foi estabelecido o Benefício Complementar. Esse benefício será responsável por repassar um valor adicional, assegurando que todas as famílias recebam, pelo menos, R$600 mensais como pagamento principal.
Além disso, o programa contempla o Benefício Primeira Infância, que já está sendo repassado desde março. Esse benefício oferece um adicional de R$150 para cada criança com até seis anos de idade pertencente ao grupo familiar. Caso haja mais de uma criança nessa faixa etária, será concedido R$150 adicionais para cada uma delas.
Outra novidade é o Benefício de Renda Variável, que passará a vigorar a partir deste mês. Ele pagará um adicional de R$50 para cada mulher gestante ou nutriz da família, além de cada criança ou adolescente com idades entre sete e dezoito anos.
Essas mudanças têm como objetivo tornar o Programa Bolsa Família mais inclusivo e adequado às necessidades das famílias beneficiárias. Com a aprovação da MP, espera-se que o programa contribua para a redução da pobreza e melhoria das condições de vida dessas famílias em todo o país.
Agora, aguarda-se a sanção presidencial para que as novas medidas entrem em vigor e os beneficiários do Programa Bolsa Família possam usufruir dos novos valores a partir da próxima folha de pagamento.
Gostou da notícia?
Você também pode gostar de: INSS muda idade mínima para aposentadoria e surpreende brasileiros
Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!
Siga nosso perfil no Instagram: @schojenews
Siga nossa página no Facebook: @portalschoje
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @schojenews

Continua após a Publicidade

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Maurício Freitas
Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Mauricio Freitas é jornalista com mais de 30 anos de experiência, conhecido por sua atuação exemplar no campo da comunicação. Atualmente, ele é o CEO e Editor Responsável do portal, onde se destaca por sua liderança visionária e compromisso inabalável com a qualidade jornalística. A publicação do Portal Mauricio Freitas é um dos empreendimentos da Maurício Freitas Comunicação Ltda. Para entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected].

Veja mais