GRANDE ALERTA- Bolsa Família de junho requer desbloqueio com base nestas exigências; confira

Fotos: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Continua após a Publicidade

O Bolsa Família, principal programa social do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), atingiu um marco histórico ao pagar um valor médio de R$ 672,45 por família no mês de maio. Essa parcela representa a maior quantia já concedida às milhões de famílias beneficiadas pelo programa.
Essa elevação no valor do benefício demonstra o compromisso do governo em proporcionar um suporte financeiro mais significativo às famílias em situação de vulnerabilidade. A expectativa é de que o valor continue crescendo nos próximos meses, ampliando ainda mais o apoio às famílias mais necessitadas.

- PUBLICIDADE -

– CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE –

Continua após a Publicidade

- PUBLICIDADE -

O aumento no valor foi viabilizado pela Emenda Constitucional nº 123, que autorizou o governo a destinar R$ 41,2 bilhões acima do teto de gastos. Desse montante, aproximadamente R$ 26 bilhões foram direcionados ao programa Auxílio Brasil.
Adicionalmente, desde março, o governo implementou o pagamento adicional de R$ 150 por criança de até seis anos de idade. Esse benefício é limitado a duas crianças, o que significa que as famílias podem receber até R$ 900 caso tenham duas ou mais crianças nessa faixa etária.
Essas medidas visam fortalecer a proteção social, reduzir as desigualdades e proporcionar melhores condições de vida para as famílias mais vulneráveis, garantindo a inclusão e o bem-estar das crianças e suas famílias.
Confira quais são adicionais do BOLSA FAMÍLIA
Além dos benefícios já estabelecidos, o governo federal anunciou o início do pagamento de novos benefícios adicionais para as famílias cadastradas no Bolsa Família. A partir de junho, as famílias que possuem crianças ou adolescentes com idades entre sete e 18 anos receberão um adicional de R$ 50. Da mesma forma, as gestantes que fazem parte das famílias beneficiárias também receberão um adicional de R$ 50.
Os dados levantados em março indicaram que aproximadamente 7,1 milhões de crianças entre sete e 12 anos estavam presentes nas famílias inscritas no programa. Além disso, cerca de 7,9 milhões de adolescentes, com idades entre 12 e 18 anos, também faziam parte dessas famílias. Quanto às gestantes, o número totalizou 820 mil.
Esses benefícios adicionais têm como objetivo auxiliar no suporte financeiro das famílias e garantir uma proteção social abrangente, abarcando diferentes faixas etárias. Essas medidas buscam promover a inclusão social, a educação e o bem-estar das crianças e adolescentes, além de oferecer apoio às gestantes durante essa importante fase da vida.
Gostou da notícia?
Você também pode gostar de: INSS muda idade mínima para aposentadoria e surpreende brasileiros
Aproveite para participar do nosso grupo no whatsapp e receba notícias exclusivas diariamente. ENTRE NO GRUPO AQUI é grátis, e você recebe em primeira mão as nossas notícias!
Siga nosso perfil no Instagram: @schojenews
Siga nossa página no Facebook: @portalschoje
Inscreva-se no nosso Canal no YouTube: @schojenews

Continua após a Publicidade

- CONTEÚDO PROMOVIDO -
Maurício Freitas
Maurício Freitashttps://mauriciofreitas.com.br
Mauricio Freitas é jornalista com mais de 30 anos de experiência, conhecido por sua atuação exemplar no campo da comunicação. Atualmente, ele é o CEO e Editor Responsável do portal, onde se destaca por sua liderança visionária e compromisso inabalável com a qualidade jornalística. A publicação do Portal Mauricio Freitas é um dos empreendimentos da Maurício Freitas Comunicação Ltda. Para entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected].

Veja mais