Feira Online é alternativa para venda de produtos artesanais na pandemia

A pandemia de Covid-19 alterou o funcionamento das tradicionais feiras livres de Balneário Camboriú, mas não impediu o acesso do público aos produtos comercializados nelas. As feiras estão ocorrendo presencial, com restrições para evitar a disseminação do coronavírus, e virtualmente.

Para as pessoas que preferem comprar sem sair de casa, a Feira Online está no ar desde 15 de maio. Espaço no site da Fundação Cultural de Balneário Camboriú para os feirantes divulgarem seus trabalhos durante a pandemia, a Feira Online já tem 30 participantes e é acessada pelo endereço https://culturabc.com.br/feira-online .

Podem expor e vender artigos e serviços nas feiras presencial e virtual apenas cadastrados na Plataforma de Interação Cultural (PINC) e que passaram pelo processo de curadoria. Celso Ferreira, que trabalha com artesanato em madeira, está comercializando seus produtos tanto via site, quanto direto na Praça da Cultura, aos sábados. Para o artesão, as vendas estão ocorrendo mais na Praça da Cultura do que via site. No entanto, ressalta que a Feira Online está fazendo com que mais gente conheça o que ele produz com seu empreendimento, a Celeiro. “Foi uma grande iniciativa da Fundação Cultural esta plataforma de comercialização on-line. Logo no início, eu tive um grande número de acesso e muitas pessoas fizeram contato comigo, pessoas que ficaram conhecendo meu trabalho por meio da plataforma virtual. Tive várias visitas na feira presencial que foram por intermédio da feira virtual”, comenta Celso, o qual acredita que as vendas na Praça da Cultura tiveram um acréscimo de cerca de 15% graças à plataforma virtual.

Muitos feirantes deixaram de levar seus produtos à praça por serem grupo de risco para a doença ou por conviverem com pessoas que estão no grupo de risco. É o caso de Cassiano de Oliveira, da Caco Wooden Toys – Brinquedos em Madeira. Ele fazia a Feira da Cultura com o pai, que está no grupo de risco. O artesão decidiu interromper as vendas presenciais para proteger a saúde do pai. A comercialização on-line ainda não pode ser comparada à presencial, mas Cassiano espera que melhore. “Minha expectativa é que, com o tempo, cresça o interesse do público e a procura pelos produtos e, consequentemente, tenhamos mais vendas pelo site”, diz Cassiano.

A Feira Online está constantemente sendo alimentada com fotos de produtos de novos integrantes. Entre os artigos expostos estão vasos de plantas, roupas infantis, placas decorativas, acessórios, colares, jogos de banheiro, bolsas em crochê, brinquedos em madeira, quadros de decoração, bichinhos feitos com a técnica amigurumi, enxoval de bebê, cachecóis de lã, livros, roupa pet, cremes de café e bolos. Ao acessar o site, o cliente visualiza os produtos ou serviços disponíveis e pode contatar o vendedor diretamente pelo WhatsApp para combinar compra, pagamento e entrega.

Feiras presenciais seguem funcionando

Após um período suspensas para evitar a disseminação do coronavírus, as feiras em Balneário Camboriú foram retomadas em abril, mas com restrições. Para que não haja permanência de público, não é permitido consumir no local os alimentos comprados. Também não é permitida a prova de vestimentas, bijuterias, calçados, entre outros itens. Os feirantes devem controlar o fluxo de público, preservando o distanciamento entre pessoas de, ao menos, 1,5 metro, com sinalização visual disposta no piso para orientar o consumidor e, assim, coibir aglomeração. Todos devem usar máscara. Confira abaixo quais são as feiras que estão ocorrendo:

Feira do Boulevard da Rua 200
Todos os sábados, das 7h às 12h, ocorre a Feira do Boulevard da Rua 200. Ali, são vendidos pães caseiros, cucas, bolachas, linguiças, queijos, peixes, geleias, frutas e verduras. A Feira, que ocorre também às quartas-feiras, é instalada na lateral do Teatro Municipal Bruno Nitz.

Feira da Cultura
Outro evento tradicional dos sábados é a Feira da Cultura, na Praça da Cultura, 9h às 15h. No espaço, são comercializados artesanatos, produtos alimentícios artesanais, entre outros artigos. A Praça da Cultura está localizada na Avenida da Lagoa, perto do Atlântico Shopping.

Feira da Barra
No domingo, é a vez Feira da Barra, na Praça do Pescador (perto da Passarela da Barra), das 10h às 16h. No local, é possível adquirir também artesanato, alimentos e outros produtos.

Comente com o Facebook