107 projetos foram inscritos na Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú.

Cento e sete projetos foram inscritos na Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú. O prazo de inscrição terminou dia 20.

Os projetos passam agora por uma análise documental feita pela Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) da LIC. Essa etapa deve estar concluída na próxima semana. As listas preliminar e final dos aprovados nessa fase será publicada no site https://culturabc.com.br , da Fundação Cultural. Depois de finalizada essa etapa, começa a análise de mérito. “Passando da etapa de avaliação documental, a análise de mérito será feita por pareceristas credenciados no Edital de Pareceristas lançado no final de 2018 e ainda válido. A portaria 001/2020 foi publicada no dia 15/01/2020 com a nomeação dos avaliadores por área”, diz a presidente da Fundação Cultural, Bia Mattar. A previsão é de que a relação final dos projetos que serão desenvolvidos no município com recursos públicos esteja definida na segunda quinzena de fevereiro.

Os projetos selecionados receberão recursos financeiros do Fundo Municipal de Cultura. Nesta edição, o montante é de R$ 950 mil. A LIC, que é o principal programa de políticas públicas da Fundação Cultural, está no sétimo ano.

Dos 107 inscritos, cinco foram descartados por erro de preenchimento. Das 12 áreas culturais previstas na LIC, as que mais receberam inscrições foram Literatura e Música, ambas com 13 projetos, e Artes Visuais, Audiovisual e Patrimônio Cultural, com 12 cada.

“Estamos felizes com o resultado das inscrições na LIC. A cada ano, nossos artistas demonstram a imensa capacidade de transformar ideias em bons projetos que movimentam a cadeia produtiva e a cultura de nossa cidade. Diante do ambiente nacional em que vive a cultura, Balneário Camboriú, mais uma vez, demonstra que investir em arte é investir no humano”, diz a presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, Dagma Castro.

Comente com o Facebook