Bacia de Evolução do Porto de Itajaí passa por teste com manobra inédita

A primeira manobra de testes na nova Bacia de Evolução pode ser considerada um marco para a história de Itajaí. Concluída com êxito na manhã desta quinta-feira (16), a manobra especial, realizada com um navio de 300 metros de comprimento, traz ao Porto de Itajaí a confirmação de que o terminal estará apto a receber embarcações ainda maiores, de até 336 metros. Após a conclusão da primeira etapa de obras, a Bacia de Evolução atingiu 500 metros de diâmetro e 14 metros de profundidade.

Após complexas obras de dragagens, finalizadas graças aos investimentos do Município de Itajaí, o novo acesso aquaviário do Complexo Portuário de Itajaí é uma área de manobras para as embarcações que acessam o terminal portuário. A bacia de evolução, como é conhecida, é onde o navio faz um giro de 180 graus, já no Rio Itajaí-Açu. Esse movimento poderá ser executado antes da atracação ou quando a embarcação deixar o porto, de ré, como realizado neste primeiro teste com o navio “Valor”, pertencente ao armador Evergreen (Malta).

A manobra de ré, inclusive, é inédita no Brasil. “A embarcação fica sem máquinas e os rebocadores efetivamente conduzem o navio até a área da bacia. É uma operação que vários portos da Europa realizam, mas é a primeira vez que é feita no Brasil. E este primeiro teste mostrou, na prática, as condições de segurança que temos e a eficiência dos profissionais envolvidos”, ressalta Marcelo Werner Salles, superintendente do Porto de Itajaí.

Nesta manhã, as condições climáticas colaboraram para a manobra e favoreceram a atividade de navegação. O teste foi realizado no tempo de 1h40. Ainda estão previstas mais cinco manobras especiais com navios de até 306 metros na nova Bacia de Evolução.

“Creio que esta primeira manobra, realizada com grande êxito, é um marco para nós e a garantia de um futuro promissor para Itajaí e toda a nossa região, pois o Porto de Itajaí é de fundamental importância para a economia da nossa cidade e de todo o estado de Santa Catarina”, destaca Marcelo Sodré, prefeito em exercício de Itajaí, que acompanhou a manobra realizada nesta manhã.

Conheça a obra

Iniciada em março de 2016, as obras da nova Bacia de Evolução receberam investimentos de R$ 120 milhões, com recursos do governo do Estado e do Município de Itajaí. A conclusão só foi possível porque o Município, no ano passado, viabilizou um aditivo contratual de R$ 40 milhões para a conclusão da dragagem. Por meses, uma draga de fabricação holandesa, capaz de operar ininterruptamente, retirou mais de um milhão de metros cúbicos de sedimentos e pedras do leito do rio.

“Esta nova bacia de evolução, agora realidade, foi um projeto que envolveu diversos estudos, desde o local, treinamentos e licenciamentos ambientais. Hoje, quando concluímos esse teste, temos a certeza de que estamos no caminho certo, de que todo o trabalho feito até aqui tem sido em prol do crescimento econômico da nossa cidade”, destaca Marcelo Werner Salles, superintendente do Porto de Itajaí.

Movimentação portuária, exportações e turismo crescem

Maior obra de infraestrutura feita nos últimos anos em Santa Catarina, a nova Bacia de Evolução do Porto de Itajaí vai proporcionar um aumento considerável no número de atracações no terminal. Atualmente, o complexo portuário responde por mais da metade de toda a movimentação portuária de Santa Catarina e é o segundo maior do país em movimentação de contêineres. A cidade de Itajaí, importante polo náutico e pesqueiro do Brasil, também tem demonstrado sua vocação turística ao fazer parte das principais rotas de cruzeiros turísticos.

No ano passado, o município foi incluído no plano de expansão da operadora MSC Cruzeiros, quando passou a ser a única parada de embarques e desembarques da companhia na região Sul do país. Na temporada 2019/2020, Itajaí vai receber 13 escalas do sofisticado navio MSC Sinfonia, quando por aqui devem passar mais de 30 mil turistas. A expectativa é de uma movimentação de mais de R$ 10 milhões na economia local.

“A conclusão dessa obra demonstra um grande avanço para o nosso setor portuário, pois em breve poderemos receber navios com mais de 330 metros, o que fará com que o Porto de Itajaí amplie ainda mais sua contribuição para o desenvolvimento econômico da cidade. Na parte do turismo, essa nova bacia de evolução também possibilitará que continuemos a receber os grandes navios transatlânticos”, comenta Evandro Neiva, secretário municipal de Turismo e Eventos.

Comente com o Facebook