A obra do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto – uma das ações que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia – segue em três frentes de trabalho durante essa semana. Com isso, os motoristas devem ficar atentos, pois nos trechos em obras o trânsito sofre modificações.

Na Avenida Atlântica em frente à Rua 3900 (Barra Sul), continua a inserção dos tubos em PEAD de 710mm, por dentro da galeria de drenagem. Até o momento foram colocados cerca de 575 metros de tubos. Neste trecho o trânsito está em meia pista, com sinalização para orientar os motoristas.

Na Rua 3700, acontece a interligação do Emissário com a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), sendo no total cerca de 500 metros de extensão. “A obra está sendo executada por trechos pela necessidade de rebaixamento do lençol freático e para causar menor impacto ao trânsito”, explicou o gerente de Obras da empresa responsável pelo Emissário, engenheiro Ricardo May. Durante esta semana, os trabalhos estão entre a Avenida Atlântica e a Rua 3706, que está com o trânsito totalmente interditado e a passagem de veículos apenas para moradores. Agentes de trânsito estão no local para auxiliar.

A interligação de rede da Rua 2001 com a Avenida Atlântica na Barra Norte, deve ser finalizada até o fim da semana. Pela abertura em frente à esta via, foram instalados na extensão até a Avenida Alvin Bauer 1.100 metros de tubulação de 450mm, também em PEAD.

“A obra do emissário segue o cronograma previsto e mesmo com algumas interferências, como a substituição da galeria de drenagem da Avenida Alvin Bauer, estamos com cerca de 40% executada, trabalhando inclusive aos sábados para ser entregue no prazo previsto até novembro”, fala o diretor-geral da Emasa, reforçando que toda obra gera contratempos, principalmente no trânsito, por isso é necessário a compreensão de todos. “É uma obra complexa com diferentes frentes de trabalho, mas muito importante para a cidade”.

Sobre o Emissário

O Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto é uma das ações realizadas pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), do pacote de medidas que irá contribuir com a revitalização do Rio Marambaia. Compreende 4.748m de extensão e será construído da Rua 2001 (Barra Norte), com duas interligações entre as elevatórias da Rua 2001 e da Avenida Alvin Bauer, até a Estação de Recalque da Rua 3700 (Barra Sul – embaixo da ponte do Rio Camboriú), levando toda a contribuição para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), do Nova Esperança.

A empresa executora da obra para implantação do Emissário Pressurizado de Esgoto Bruto, é a SK Tecnologia Subaquática – EIRELI. O prazo de execução são 120 dias e o valor licitado da obra é R$ 1.525.673,04. A licitação dos materiais ocorreu separada, com custo de R$ 3.248.789,24. O valor total ficou em R$ 4.774.462,28.

Comente com o Facebook